Com apenas 19 anos, conheça os vereadores eleitos mais jovens da região central do RS

0

No último domingo, dia 15, milhões de brasileiros foram às urnas para decidir os próximos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. No pleito deste ano, diversos candidatos da juventude se destacaram, alguns, inclusive, sendo eleitos como os mais jovens da história de muitos municípios.

Dentre 41 cidades da região central do Estado, obtiveram êxito Pablo Milani, eleito com 186 votos (4,06%), e Ryan Cecchetto, com 128 votos (5,24%), em Formigueiro e Capão do Cipó, respectivamente. Ambos pertencem ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e estão com 19 anos de idade.

Perguntados sobre o que esperam para os próximos quatro anos, a resposta foi a mesma: que os vereadores da situação, da oposição e o Executivo estejam alinhados para trabalhar em prol de toda a comunidade, deixando a sigla partidária de lado.

Durante a campanha eleitoral, Pablo Milani defendeu a redução do subsídio dos vereadores para o salário mínimo vigente. “Com a aprovação deste projeto mais de R$ 700 mil serão economizados por mandato. É mais recurso para ser aplicado em investimentos na saúde, educação, manutenção de estradas, ou ainda, para a tão sonhada construção de uma sede da Câmara, reduzindo os custos com aluguel no futuro”, comenta.

“Em Formigueiro, o parlamentar não trabalha sob regime de exclusividade, ou seja, ele pode ter outras ocupações e fontes de renda. Sei que existem vereadores que são contra a pauta, estão no direito deles e respeito isso, mas dentro da legalidade irei lutar ao máximo para aprovarmos”, acrescenta.

Ryan Cecchetto relata que “as minhas principais bandeiras de campanha foram educação e infraestrutura. A educação eu tenho como base de tudo, porque é através dela que a gente constrói nosso conhecimento e que nos leva a um futuro próspero e de sucesso. Para a infraestrutura, em nosso município que é totalmente agrícola, a conservação de boas estradas e a limpeza influenciam para o desenvolvimento”.

O jovem também avalia o motivo pelo qual saiu vitorioso. “Acredito que as pessoas confiaram em mim porque me conhecem há alguns anos, por eu ter estudado e ainda estar morando aqui. Essas pessoas me viram crescer, são professores, colegas, vizinhos, que me deram grande apoio, porque viram, talvez, um potencial em mim, uma capacidade. Eu estou sempre buscando me aprimorar, estar cada dia melhor, sempre estudando. Eu acho que isso é uma coisa que as pessoas veem com bons olhos e muitos, por isso, depositaram o voto de confiança em mim”, disse.

Os dois eleitos são descendentes de pessoas com envolvimento político. O avô de Pablo Milani, Sonirati José da Silva Garcia, concorreu para vereador pelo então PMDB e ficou como suplente, no ano de 1996. Os dois avôs de Ryan participaram de pleitos eleitorais: Fernando Lima dos Santos foi eleito vereador no ano de 2000, também pelo então PMDB, e posteriormente secretário de saúde por dois anos; Valdir Ângelo Cecchetto, na mesma eleição, ficou como suplente, pelo Partido Progressista. Além disso, sua mãe, Fernanda Fraga dos Santos, ocupou, por dois anos, o cargo de chefe de gabinete do prefeito Meneghini.

Considerou-se as cidades da Associação dos Municípios da Região Centro (AM Centro) e algumas próximas, sendo: Agudo, Caçapava do Sul, Cacequi, Cachoeira do Sul, Capão do Cipo, Cruz Alta, Dilermando de Aguiar, Dona Francisca, Faxinal do Soturno, Formigueiro, Itaara, Itacurubi, Ivorá, Jaguari, Jari, Júlio de Castilhos, Lavras do Sul, Mata, Nova Esperança do Sul, Nova Palma, Paraíso do Sul, Pinhal Grande, Quevedos, Restinga Sêca, Rosário do Sul, Santa Margarida do Sul, Santa Maria, Santana da Boa Vista, Santiago, São Francisco de Assis, São Gabriel, São João do Polêsine, São Martinho da Serra, São Pedro do Sul, São Sepé, São Vicente do Sul, Silveira Martins, Toropi, Tupanciretã, Unistalda e Vila Nova do Sul.

Deixe Um Comentário

×