Prefeitura de São Sepé decreta situação de emergência

0

O prefeito de São Sepé, Léo Girardello, assinou na manhã desta quarta-feira, 11, o decreto de situação de emergência por conta da estiagem que assola o município. O documento agora segue para a homologação do Governo do Estado.

A medida está embasada no relatório elaborado pela Emater com a colaboração da Prefeitura e de entidades ligadas ao meio rural, que estima um prejuízo de mais de R$153 milhões diante das perdas na agricultura. No âmbito local, a soja é a cultura mais prejudicada pela seca. No entanto, arroz, feijão, milho, leite e bovinos também refletem as conseqüências do longo período sem chuvas.

A estiagem que atinge o Rio Grande do Sul já havia sido discutida em janeiro, quando representantes do setor agropecuário entenderam que o cenário ainda não justificava a situação de emergência, pois chuvas foram registradas no período. No entanto, os profissionais continuaram acompanhando as condições climáticas e constataram que a precipitação não foi suficiente para reverter os danos. O decreto deve facilitar eventuais negociações que os produtores necessitem. As informações são da Prefeitura de São Sepé.

Deixe Um Comentário

×