Governador Eduardo Leite responde a carta recebida pela Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM)

0

Em dezembro de 2019, o governador do estado, Eduardo Leite, havia prorrogado até 2023 o prazo que estabeleceria a regularização de imóveis que necessitam ser adequados à Lei Kiss (norma para adequar os imóveis para prevenção contra incêndios).

A Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM) foi contra a prorrogação e enviou uma carta a fim da organização de uma audiência, para que o governador possa dar explicações sobre a referida situação.

Um dos trechos citava:

“(…) Nós da Associação de pais estamos participando de cursos, seminários e somos integrantes da Comissão da Frente de Segurança Contra Incêndios. O nosso trabalho é conscientizar e cobrar mudanças importantes na legislação. E incrédulos, assim como associações responsáveis de engenheiros e arquitetos, denunciamos essa absurda decisão de prorrogação”.


“Por último, solicitamos ter uma audiência com o Governador para que, olhando de frente a um grupo de pais, explique as razões da prorrogação do prazo da lei Kiss.”

Após o envio da carta aberta encaminhada ao governador Eduardo Leite, a AVTSM recebeu uma resposta do representante do estado. O governador justificou que há dificuldade no ajuste de prédios mais antigos, que necessitam da instalação de equipamentos exigidos.

Leite exemplificou a situação citando escolas e hospitais. Deu ênfase que o fechamento dos prédios prejudicariam a comunidade gaúcha. 

Deixe Um Comentário

×